José Figueira

Metáforas

Era uma vez um menino da cidade, arranjadinho, com popa e brilhantina, de visita aos avós, tios e primos, numa vila no meio do Alentejo. Foi aí que sentiu, pela primeira vez, os olhares curiosos e invejosos caírem sobre ele, ele era o menino da cidade. Foi então que...